29 de maio de 2010

Armadilhas da Mente - Cuide-se com elas...


Para que possamos nos libertar de muitas das angústias e ansiedades das quais somos vítimas, é essencial que tomemos consciência dos processos que envolvem a mente.

Sempre que algum desejo muito intenso é frustrado, ela imediatamente nos leva a sentir aquele acontecimento como uma verdadeira tragédia. A intensidade do desejo é sempre determinada pelo grau de sentimentos e emoções que ele envolve.

De modo geral, os desejos ligados à nossa afetividade, - aquela dimensão da vida na qual costumamos depositar todas as nossas esperanças de realização -, são os que mais fortemente nos levam a um estado de depressão e infelicidade.

Sempre que nos encontrarmos nesta situação, precisamos ser capazes de refletir, com toda a isenção possível, porque colocamos sobre o outro a responsabilidade de determinar o nosso valor.

Além disso, é imprescindível não permitir que esta questão assuma uma dimensão dramática, existencial, como se nossa própria sobrevivência estivesse ameaçada por aquele acontecimento.

O ego, aquela porção de nós que vive o tempo todo na dependência de aprovação pelo mundo exterior, tende a nos levar a esta posição de vítimas e a colocar sempre no outro o papel do vilão. Entretanto, precisamos nos lembrar de que ninguém pode, por mais que queira, nos destruir ou estilhaçar nossa segurança, se não lhe dermos este poder.

Aprender a manter-se alerta e consciente, das próprias virtudes e qualidades, é o melhor meio de nos defendermos das armadilhas em que a mente sempre insistirá em nos enredar. Uma auto-estima sólida é a chave para que nos blindemos contra qualquer forma de rejeição ou frustração de nossas expectativas.

"Por que levar tudo tão a sério?
Olhe para o espaço, olhe para trás, olhe para frente, olhe para todas as dimensões do que você é, do que sua vida é. Ela parece um sonho comprido e todas as coisas que você leva tão a sério neste momento se tornam inúteis no próximo momento. Você pode nem mesmo se lembrar daquilo.

Lembre de seu primeiro amor, quão sério ele era. A vida dependia dele. Agora você, absolutamente, não se lembra; ele está esquecido. E do que quer você esteja pensando que sua vida depende hoje, será esquecido. A vida é um fluxo, nada permanece. Ela é como um filme passando, tudo se transforma em outra coisa. Mas, no momento, você sente a coisa muito seriamente e fica perturbado".


Osho, The Book of the Secrets.


Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga,
Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching
Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com

19 de maio de 2010

Oração da Iniciação

A Rosa Mística da Luz


Cultuando medos interiores!


Estava pensando em como a vida nos dá tantas oportunidades de liberar o passado e as memórias equivocadas... e muitas vezes não aproveitamos isso porque uma parte da gente é muito apegada a ser vítima e tem um ganho de estar nessa posição.


Quantas vezes colocamos nossas dores em um altar e passamos a vida a serviço delas... Isso pode acontecer de forma tão sutil que nem percebemos... ou de forma tão clara, como vemos, muitas vezes, em pessoas que vivem cultuando a sua dor e passam tanto tempo identificados com o sofrimento, que acabam acreditando que aquilo é parte inseparável delas, se adaptam tanto a ser daquela forma que...um dia...

podem perceber que a vida está passando.... e com ela a possibilidade de viver plenamente fica profundamente limitada pelo apego ao que faz sofrer...
Elas reclamam... e reclamam... e nem percebem que o reclamar já tira toda a energia que poderia ser usada para fazer alguma coisa para liberá-las do sofrimento. Parece que sentem prazer em reclamar e em contar suas inúmeras dores...

tornando isso uma parte tão arraigada delas... que até já vi pessoas que contam seus sofrimentos com uma certa alegria... Mas será que é só esse tipo de alegria que merecemos?
Existem pessoas, em maior ou menor grau que cultuam a dor de tal forma, transformando-se em eternas vítimas... e a vítima nunca pode se libertar, porque acredita que depende de algo fora dela... sempre existe um culpado, seja uma pessoa... uma situação, o destino...

enfim... o que não falta é algo fora para ser considerado o algoz, e como vítimas inocentes não podemos fazer nada porque dependemos de uma ação do outro... acreditamos que dependemos de algo fora de nós para nos libertar... e com isso usamos a dor... o sofrimento, como justificativa para não vivermos muitas coisas.
Quantas vezes usamos as nossas dores e sofrimentos como "desculpas" para não fazer isso ou aquilo...

para não participar da vida que pulsa presente em cada minuto em que respiramos...
Ao passo que existem pessoas que teriam todas as "desculpas" para se limitarem, e que vão em frente... apesar das dores e sofrimentos e...em exemplos emocionantes de superação, aproveitam todas as oportunidades que a vida oferece, ultrapassando em muito os limites do que acreditávamos ser possível.

Uma chave preciosa para sairmos do estado de vítimas é - como nos ensina o Ho'oponopono- assumirmos 100% de responsabilidade por tudo que nos acontece e passarmos a olhar para todas as situações como oportunidade de liberação.

Seja o que for que nos faz sentir "vitimas", podemos olhar para aquilo como algo que está nos mostrando fora, o que temos dentro... e que precisa ser liberado para que possamos prosseguir com nossa evolução.
Precisamos ver fora o reflexo do que tempos dentro porque de outra forma não conseguiríamos nos libertar e nos tornar quem verdadeiramente somos...

E o que somos... não tem nada a ver com "ser vítima" de nada nem de ninguém... Somos seres plenos de Luz e coocriadores da nossa realidade...
Será que vamos passar a vida encontrando justificativas e desculpas para não viver... ou vamos usar todas as oportunidades que ela nos oferece... dia após dia... para nos libertar do que prende e limita... e acessar todo o potencial de Humanos tão Divinos que Somos...


Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Clique aqui e visite seu site,
medite on-line e conheça suas mandalas.
Email: rubia.americano@terra.com.br

18 de maio de 2010

Uma prece ao melhor do teu SER!


Um lindo momento de Reflexão para sua vida!



16 de maio de 2010

Toques Conscienciais - Parte 03






NO CORAÇÃO DAS COISAS DO ESPÍRITO II
(Ou Quando as Coisas do Espírito Falam ao Coração)

Há coisas que as palavras não dizem.

Há sentimentos que voam na noite, como setas de fogo...
De coração a coração, iluminando os céus.
De espírito a espírito, por entre os planos da vida e além da mente.

Há coisas que os sentidos não percebem.

Algumas delas, muito boas. Outras, nem tanto.
As boas iluminam a consciência e abrem caminhos...
As outras tapam o discernimento e escurecem o coração.

Há coisas que os homens fazem a si mesmos, sem noção do perigo.

Como deixar o próprio espírito entorpecido e o coração seco.
Como viajar pela vida sem pensar e sem sentir, perdido em suas dores.
Como "viver sem viver", automaticamente, sem vitalidade na jornada.

Há coisas que ninguém diz, mas todos sentem, de alguma maneira.

Faixas escuras que apertam o coração incauto e angustiado.
Pensamentos intrusos que invadem a mente com idéias negativas.
E energias estranhas que chegam, sorrateiramente, e roubam o bom humor.

Há coisas obscuras rondando a aura (1) dos homens, e muitos sofrem com isso.

No entanto, há aqueles que vêem e sentem o invisível diretamente.
E se escoram na Luz, para iluminar a consciência e abrir os caminhos...
Ligam-se ao Alto, em espírito e verdade, para seguir em frente...

Há coisas que a mente não entende, pois transcendem o seu limite.

Mas alguns sabem voar nas asas da prece, para além das estrelas.
Sabem unir seu pequeno coração ao Grande Coração do Eterno.
Sabem que viver não é só viver, é muito mais do que isso.

Há coisas que ninguém explica, mas muitos sentem.

Como caminhar com um grande amor num pequeno coração.
Como valorizar a vida, rir de uma piada e ver o Eterno nisso.
Como se sentir gente, mesmo sendo espírito.

Há coisas que são consideradas do "Além", mas que estão por aqui mesmo.

Elas falam, não com palavras, mas com a força da vida, que jamais acaba na morte.
E há coisas daqui, que, muitas vezes, viajam ao "Além", fora do corpo...
Viagens espirituais, que poucos conhecem, mas muitos fazem, mesmo sem lembrar.

Há coisas que bloqueiam a felicidade e chamam a dor e o vazio.

Como o ódio e o desejo de vingança, que permitem às faixas escuras apertar o coração.
Como perder a própria canção no imenso concerto da vida universal.
Como entorpecer o espírito com fortes doses de arrogância.

Há coisas que são simples, mas de grande efeito no céu do coração.

Como orar e vigiar, ligado ao Alto, preenchendo a aura de luz, pela força da vontade.
Como meditar nas palavras de Jesus, profundo conhecedor do coração dos homens:
"De que adianta a uma pessoa ganhar o mundo, se ela perder sua alma?"

Há coisas luminosas que chegam de mansinho, no centro do coração espiritual.

Presenças sutis e amorosas, que falam das coisas do céu aos homens de boa vontade.
Que falam de outros planos e estimulam as ações sadias e a valorização da vida.
Elas falam de um Grande Amor que está em tudo!

Há coisas que as palavras não dizem.

Setas de fogo varam a escuridão da noite, por entre os planos da vida...
E os corações se encontram, aqui e além, no Grande Coração do Ancião dos Dias.
Não há morte. A chama da vida está em todos os planos. E o Todo está em tudo!

Há coisas tão grandiosas na Luz, que não há palavras que as descrevam com justiça.

Quem escuta a canção do Eterno em seu próprio coração, sabe disso.
O espírito reconhece o espírito. Assim como o Amor reconhece o Amor, e chama a Luz.
Mas, como muitos já sabem, isso não se explica, só se sente, só se sente, só se sente...

P.S.:

Às vezes, o Céu fala aos homens por meio de outros homens.
Em outras, diretamente ao coração. Ou ainda, pela música (2), ou pelos sonhos, durante o sono.
E, para muitos, pelas meditações, ou pelas viagens espirituais para fora do corpo físico (3).
De todo modo, a mensagem é sempre a mesma, para todos:
"VIVE, AMA, COMPREENDE, SORRI E SEGUE..."

(Essas linhas são dedicadas a todos aqueles que se atrevem a viver carregando um Grande Amor em seus pequenos corações, e que jamais se perdem espiritualmente, pois escutam a canção do Eterno, mesmo em meio aos percalços e ruídos do mundo. A todos esses, de todas as linhas e lugares, que se atrevem a falar das coisas da Luz, mesmo em meio às diversas pressões e incompreensões, tudo de bom, em nome do Grande Arquiteto Do Universo).


Paz e Luz.


- Wagner Borges - sujeito com qualidades e defeitos, pai de duas estrelinhas, Helena e Maria Luz; carioca radicado em São Paulo há 20 anos; mestre de nada e discípulo de coisa alguma, aprendiz da vida, e mais espiritualista do que nunca, graças a Deus!)


São Paulo, 21 de julho de 2008.


- Notas:

Obs.: A primeira parte desses escritos foi postada pelo site do IPPB - www.ippb.org.br - e pode ser acessada no seguinte endereço específico:http://br.groups.yahoo.com/group/ippb/interrupt?st=2&m=1&done=%2Fgroup%2Fippb%2Fmessage%2F852.
1. Aura - do latim, aura - sopro de ar - halo luminoso de distintas cores que envolve o corpo físico e que reflete, energeticamente, o que o indivíduo pensa, sente e vivencia no seu mundo íntimo; psicosfera; campo energético.
2. Enquanto eu escrevia essas linhas, rolava no som aqui de casa o CD. "Medicine Woman III" - trabalho xamânico/new age do músico inglês Medwyn Goodall - Importado - Inglaterra. A música "Faith", segunda faixa do CD, é maravilhosa.
3. Projeção da consciência - é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.
Sinonímias: Viagem astral - Ocultismo.
Projeção astral - Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo - Parapsicologia.
Viagem da alma - Eckancar.
Viagem espiritual - Espiritualismo.
Viagem fora do corpo - Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) - Espiritismo.
Arrebatamento espiritual - autores cristãos.


Leia Também:
Toques conscienciais - Parte 2

Wagner Borges é pesquisador,
conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia
e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e conheça a área de áudio e vídeo.

Email:

12 de maio de 2010

Uma Homenagem ao Sol dos meus Dias!!!



Pra você guardei o amor ...

Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vendo meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar...

EU TE AMO VOCÊ!

Ampliando a Luz na sua caminhada!




Nosso principal desafio diante da vida é enxergá-la com olhos de encantamento, ainda que às vezes ela nos apresente cenas que nos pareçam tão terríveis.

Se conseguirmos, apesar dos momentos difíceis, aceitar que tudo o que acontece, absolutamente tudo, consiste no cumprimento de um propósito, quem sabe conseguiremos viver percebendo mais beleza do que feiúra.

Não podemos nos esquecer de que os dois aspectos da existência, a luz e a sombra, manifestam-se incessantemente, em todos os acontecimentos.
Embora queiramos reter apenas o lado luminoso, o Todo engloba igualmente esta duas dimensões.

Para que não nos deixemos aprisionar pelo pessimismo e a descrença, precisamos ter nossa percepção interior desperta, pois é ela quem nos permite vislumbrar no aparente caos da vida, uma harmonia sempre presente.

Se nos mantivermos alertas e sensíveis, ela se apresentará a nós, e nos permitirá experimentar a dimensão divina, amorosa e mágica da existência.
A união, a gentileza, a solidariedade, o amor incondicional, o altruísmo, são as qualidades mais belas e elevadas que um ser humano pode expressar.

E elas estão aí, todos os dias, embora nem sempre o noticiário lhes dê destaque. Infelizmente, o empenho em propagar a negatividade parece sempre maior do que a vontade de espalhar sementes positivas de luz.

Exatamente por essa razão, cabe a nós nos mantermos firmemente conectados com nossa própria luz e, ao mesmo tempo, incentivarmos aqueles que nos cercam a fazer o mesmo. Esta não constitui uma atitude de alienação, mas, sim, uma forma de fortalecermos o campo de manifestação da divina Presença. Quanto mais forte ele se apresentar, maiores serão as chances de que possamos mudar a face atual do mundo.

"É melhor não rotular a vida. É melhor não dar a ela uma estrutura. É melhor deixá-la em aberto. É melhor não categorizá-la, não rotulá-la. Vocês terão uma experiência mais bela das coisas; vocês terão uma experiência mais cósmica das coisas - porque as coisas não são realmente divididas.

A existência é um todo orgásmico. É uma unidade orgânica. A menor folha de grama, a menor folha em uma pobre árvore é tão significativa quanto a maior estrela. A menor coisa é também a maior - porque tudo é uma unidade, é um espectro. No momento que vocês começam a dividir, vocês começam a criar linhas arbitrárias, definições; e esta é a maneira de perder a vida e o seu mistério.

Nós todos temos atitudes; esta é a nossa angústia. Nós todos olhamos a partir de um certo ponto de vista. Portanto, nossas vidas se tornam pobres - porque todo aspecto no máximo pode somente ser unidimensional, e a vida é multidimensional.

Vocês têm de ser mais líquidos, mais fluidos, mais dissolvidos e submersos; Vocês não devem ser um observador. Não há nada para ser resolvido!
Não tome a vida como um problema, ela é um mistério tremendamente belo.
Beba-a - é puro vinho! Seja embebedado por ela!

Um homem de negócios tem sua própria filosofia, suas próprias atitudes. O cientista tem suas próprias atitudes. Todo mundo está vivendo na pequena prisão de suas próprias atitudes.

Minha tentativa aqui é trazer vocês para fora de seu aprisionamento.
Portanto, eu não ensino nenhuma doutrina, eu não dou a vocês nenhum dogma, eu não dou a vocês nenhum credo para viver por ele.

Eu estou simplesmente tentando ajudar vocês a serem descarregados de todas as tolices que têm sido impostas a vocês por séculos.... Se vocês podem começar a viver como se vocês fossem o primeiro homem, somente então, há uma possibilidade de que vocês venham a conhecer o que é Deus, o que é liberdade, o que é alegria.

De outro modo, a miséria será seu destino; e naturalmente, cedo ou tarde, vocês estarão de acordo com a pessimista atitude do Buda: de que tudo é sofrimento, tudo é dor.

Eu absolutamente o nego, porque minha própria experiência é exatamente o oposto: tudo é felicidade, tudo é bênção. Mas depende de você, como você aborda a vida: protegido, com lentes em seus olhos, ou descuidado, em profunda confiança, em amor". OSHO - The Goose is Out


Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga,
Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching
Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com

9 de maio de 2010

EU TE AMO MAMÃE

Mãe,

Que ao dar a benção da vida,
entregou a sua...


Que ao lutar por seus filhos,
esqueceu-se de si mesma...

Que ao desejar o sucesso deles, abandonou seus anseios...

Que ao vibrar com suas vitórias, esqueceu seu próprio mérito...

Que ao receber injustiças,
respondeu com seu amor...

E que, ao relembrar o passado,
só tem um pedido:

DEUS, PROTEJA MEUS
FILHOS, POR TODA
A VIDA! E QUE ELES SEJAM FELIZES!

Para você mãe, um mais
que merecido:

Feliz Dia das Mães!

Você merece!!!

EU TE AMO

3 de maio de 2010

VIAJANDO COM A MÃE MAIOR

Amigos da Tenda Ciganos do Oriente, resolvi publicar este lindo texto por sua doçura e leveza de sentimentos. Espero que apreciem!

Abraços de Luz!

Como é lindo, Mãe, ver brotar flores espirituais das chagas humanas. Cada ferida aberta na carne é como um portal de saída para a impurezas do espírito. Cada dor que castiga a casca humana fortalece o ser espiritual em sua caminhada infinita.

É preciso compreender que a injustiça não existe, a não ser nos olhos de quem a vê.

Cada dor, cada lágrima, cada ferida, experimentada na passagem carnal, acende uma luz no coração de quem a vive, iluminando-o por dentro e a muitos que estão à sua volta. Os planos de Deus são perfeitos, ainda que a compreensão humana não os alcance em profundidade. E todos somos planos de Deus, projetos divinos fadados ao sucesso.

Como é lindo, Mãe, sentir no peito esta certeza, saber que Deus está em tudo e que, portanto, tudo está bem, tudo está certo, tudo está no lugar.

Como é lindo, Mãe, provar da tua doçura e poder dividi-la com quem só traz amargor em seu coração.

Como é lindo, Mãezinha, saber que estamos todos em teu coração e nas mãos de Deus... seguros, protegidos, vivos...

Não há no Universo, Mãe, sentimento mais sublime do que este. Não há, para nós, Mãezinha, sensação mais inebriante que a de saber-se vivo, movido a luz e amor, na certeza de que nada pode apagar a chama viva que queima em nós, sem nos consumir, pois esta chama é amor puro partindo diretamente do Criador.

Como é doce, Mãezinha, enxergar a tua beleza serena, que embala milhares de consciências entregues à negação e à morte.

Como é linda, Mãe da Vida, a tua doçura terna banhando frontes cansadas, enchendo corações vazios, reaprumando vidas desorientadas.

À tua volta, Mãe de Luz, estão teus filhos. Cabeça baixa, mãos estendidas, esperam merecer de ti apenas uma gota da seiva divina que brota abundantemente de teu coração.

Mãe de Alegria, espalha pelo mundo esta ternura de que és feita para que os homens possam ver-te em espírito em cada olhar.

Mãe da Fortuna, Semeadora da União, faz brotar em cada mão as flores de tua paz infinita, para que cada afago seja uma bênção e cada abraço, um banquete espiritual.
Mãe de Plenitude, Senhora da Harmonia, que o teu amor possa resgatar cada consciência perdida, para que todos possamos ver nossa própria luz interior.

Seja a tua beleza o que vemos em nós mesmos, para que sejamos capazes de enxergar Deus em cada um.

Mãe de Compaixão, Mensageira da União, que a tua inspiração possa nos mostrar o caminho reto por entre a floresta de nossos erros.

Sabemos que não estamos sós mas, muitas vezes, nos sentimos solitários, invadidos que somos por nossas próprias dúvidas e ilusões.

Que a firmeza doce e serena de tua presença possa sempre nos envolver, fazendo-nos fortes o bastante para enfrentar as dores da humanidade, reflexos de nós mesmos no mundo em que vivemos.

Recebido espiritualmente por Maísa Intelisano, em abril de 2004.


por Maísa Intelisano - maisa@maisaintelisano.com.br
É terapeuta holística com formação em Terapia Regressiva, Abordagem Transpessoal, Florais de Bach, Reiki nível II e Bioeletrografia, com consultório em São Paulo. Mantém também cursos práticos de bioenergias, estados ampliados de consciência e percepção extra-sensorial. Visite seu site em www.maisaintelisano.com.br
Lido 2744 vezes, 94 votos positivos e 8 votos negativos.
E-mail:maisa@maisaintelisano.com.br

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails