30 de novembro de 2010

Oração para a Abundância - Parte I


Que a luz dos 7 Mestres Ascencionados permita TODOS os seus sonhos realizados!


video

Você quer ser mais feliz? Pratique EFT!

E quem não quer ser feliz? Parece óbvio que esta seria a sua resposta. Todo mundo quer ser feliz. Porém, a noção de felicidade difere muito em cada pessoa. E, por essa razão, antes de preparar 'o caminho para a felicidade' precisamos identificar o que seria 'felicidade' para cada um de nós.
Ao receber os questionamentos dos consulentes em meu consultório, percebo que cada um tem uma noção diferente de felicidade. Alguns nem sabem direito definir esta palavra! Contrariamente às noções que aprendemos em nossa sociedade, a felicidade não está na roupa nova, no carro novo e nem na tão sonhada viagem de férias! É verdade que todas essas coisas materiais nos dão prazer, e quando conquistadas com esforços, nos oferecem uma recompensa emocional que é muito próxima à felicidade. Mas, convenhamos, essas coisas materiais somente podem nos oferecer uma felicidade momentânea e fugaz. Certamente, se fizermos essa confusão é que estamos misturando a noção de felicidade com a noção de prazer. E por essa razão, assim que a novidade acaba, acaba também nosso prazer e com ele lá se vai a felicidade. A meu ver, a felicidade é um estado de espírito de tranqüilidade, harmonia e paz interior.

Na verdade, precisamos mudar nossa noção de felicidade e compreender como a coisa mais importante de nossa vida reside em alcançar aquela sensação de tranqüilidade, harmonia e paz interior que os Mestres alcançam. A verdadeira felicidade reside nessas três conquistas. A tranqüilidade de espírito pode ser alcançada através de uma atitude ponderada e equilibrada face aos percalços da vida. O nosso espírito não pode ser contaminado pelos altos e baixos emocionais! Perturbados com imagens, notícias e fatos violentos veiculados pela mídia, deixamos que nossa reação emocional contamine nosso estado mental até perdermos a paz e nos enchermos de medo! A harmonia pode ser conseguida controlando as nossas reações emocionais, separando o Ego do Eu e, principalmente, evitando as reações negativas em atos ou palavras, mesmo quando nos sentimos magoados ou intimamente agredidos. Lembrem-se que o Eu não se ofende e não se magoa, quem se ofende é o Ego! A Paz Interior seria, portanto, uma conseqüência da conquista das duas primeiras qualidades e, então, a terceira, a Paz Interior, será o estado de verdadeira felicidade! A Paz Interior afasta os medos de nossa mente, aquieta as nossas reações emocionais e coloca em seu lugar uma sensação de confiança, estabelecendo uma conexão direta com o Ente Superior que nos guia pelo caminho da vida rumo à nossa meta pessoal.

Essa plenitude, essa felicidade interior, porém, é fruto de um trabalho árduo de autoconhecimento. E de aceitação também. Aceitação, porque se não aprendermos a nos aceitar como somos, com nossos defeitos e com nossas qualidades nunca seremos felizes. Precisamos entrar em contato com o Eu Interior, com nosso Guia, com nossa Centelha Divina e deixar que ele guie nossas escolhas. No caminho dessa autodescoberta temos varias ferramentas muito úteis. A astrologia (mapa astral natal, previsões anuais e trânsitos planetários etc.) é uma delas, e também o é a Cabala que eu costumo associar na interpretação de mapas natais. O tarô e, principalmente, os Arcanos maiores, também oferecem uma ajuda preciosa no caminho e podem ser usados para as meditações da Cabala. Quem assistir à palestra da segunda-feira, dia 29, compreenderá melhor essa noção. O curso de janeiro servirá para aprofundar esse conhecimento.

Porém (existe sempre um porém!) de nada vai adiantar obtermos o autoconhecimento se esse for baseado somente em noções abstratas que muitas vezes mais confundem nossa mente do que ajudam! Na prática, mesmo aprendendo racionalmente muitas noções, temos dificuldades em colocá-las em prática. Isso se deve, principalmente, ao fato de que todos nós temos 'sabotadores' interiores. Os condicionamentos, rótulos, etiquetas, recebidos desde nossa infância e que nos fazem duvidar de nossa capacidade individual, acabam atrapalhando nossa vontade, solapando e até mesmo interrompendo a nossa busca. Temos medo do futuro, temos medo de não sermos amados, temos medo de ficarmos sozinhos... quantos medos limitam nossas ações e impedem nossa felicidade!

Essa semana, recomendo de maneira especial que os leitores aprendam a EFT* (Emotional Freedom Tecniques) Técnicas de Libertação Emocional! Há muitos meses venho insistindo sobre esse assunto porque desejo que mais e mais pessoas possam usufruir dessa técnica maravilhosa que tem esse intuito específico de nos ajudar a libertar as energias bloqueadas pelas emoções negativas instaladas em nossa mente. Essa técnica, que reúne noções da sabedoria chinesa da acupuntura, já é praticada no Brasil por alguns Pratictioners, e elimina as crenças negativas que bloqueiam nossas energias, afastando os medos, eliminando dores e doenças! Ela pode ajudar você a encontrar o bem-estar e a tão desejada Paz Interior.

No meu site pessoal, existem vários artigos sobre essa técnica maravilhosa e vocês podem também assistir a dois vídeos que já estão no YouTube. A EFT* pode ser facilmente aprendida num workshop.


Fonte: Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas
e dirige a Sirius Astrology.

7 de novembro de 2010

O Todo - Inspiração nas viagens espirituais!




Antes de mais nada, saudações a todos os estudantes das experiências fora do corpo. Este é um tema que merece muita atenção, lucidez e objetividade na abordagem. Trata-se de um estudo sobre uma das maiores aberturas que o espírito enredado na carne pode conseguir durante o seu estágio de aprendizado na Terra.
Por conseguinte, pode-se dizer que tal abertura propicia inúmeras possibilidades e cada estudante buscará aquilo que for de encontro às suas próprias características e tendências.
Por isso, os antigos mestres e hierofantes espirituais sempre aconselhavam seus pupilos e aprendizes a buscarem objetivos elevados e aspirações sublimes. Dentro da disciplina aplicada no contexto iniciático de seus estudos, esses professores da consciência ensinavam a seus pupilos a arte dos grandes vôos espirituais. Primavam pelos valores éticos e universalistas na abordagem das viagens espirituais para fora da matéria densa.
Além da postura responsável, eles também falavam de uma alegria e de um amor que surgem como estados de consciência dentro do coração, que serve sob os desígnios do Grande Anônimo. Falavam de uma luz que brilha mais do que bilhões de sóis juntos, pura essência divina animando cada ser, sutilmente na casa do coração, sede do espírito.
E quando eles falavam do "Todo que está em tudo", os seus olhos brilhavam tanto... Então, os seus pupilos notavam que os seus professores também eram pupilos de consciências mais vastas, sediadas algures, na imensidão interdimensional da vida.
E, acima de tudo, O Todo, O Supremo Hierofante de todos os seres.
Quantas vezes, naqueles momentos de inspiração profunda, os alunos perceberam que os seus mestres se colocavam, durante uma instrução, sob o efeito de uma luz suprema que vertia sobre eles trazendo as inspirações celestes e sublimes. Nesses momentos, as lágrimas desciam, sob efeito do amor, operando as sutis transformações no coração e na mente.
E ali, no cerne das iniciações espirituais - muitas delas, fora do corpo, em grupo - realizadas com os amparadores que davam assistência àqueles trabalhos, os alunos aprendiam a valorizar as aberturas de consciência e as possibilidades de descerrarem novos horizontes, sempre em nome da luz.
Essa mesma luz que brilha no coração.
Essa mesma luz que ama e sorri, e que inspira as viagens espirituais profundas, e que sempre afirma, dentro do próprio ser, a sua imortalidade perene. Sim, essa mesma luz que faz o estudante espiritual voar sorrindo e tranqüilo, consciente de suas possibilidades, contente consigo mesmo, agradecido pela abertura e sonhando com O Todo, seu verdadeiro Hierofante, a Causa de sua vida, o Amor de seu amor, a Luz de sua luz, o Sol Criador de todos os sóis...
O Todo, sua inspiração nas viagens espirituais.

P.S.: Enquanto o seu corpo físico dorme, você, em espírito, alça vôo para outros planos e realidades conscienciais. Ou seja, você dá uma volta em sua casa real, o plano extrafísico, seu lugar de origem antes desta vida atual. E aí, você encontra os seus afetos extrafísicos, amigos dessa e de outras jornadas, todos muito vivos, também em espírito. O resultado disso é uma profusão de abraços altamente energéticos, verdadeira festa da vida em outros planos de consciência. Essa é uma das riquezas das experiências fora do corpo: elas levam o espírito projetado para fora do corpo diretamente ao plano espiritual, sem intermediários, e lhe provam, cabalmente, a existência da consciência além da matéria. O resultado disso é óbvio: desaparece o medo da morte e seu terror, e fica no lugar uma grande alegria, por reconhecer-se como consciência imperecível e participante da existência cósmica.
Agradeço aos amparadores extrafísicos do grupo dos Iniciados pela inspiração e apoio nesses escritos projetivos.


Wagner Borges


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails