11 de setembro de 2011

A poesia nossa de cada dia!


De repente, você vai informar o número do seu RG no balcão de crédito e tem uma surpresa: seu RG é antigo. Corre pela coluna um calafrio, uma sensação esquisita de ter passado a vida, de tudo ter acontecido e você estar ali, parado diante de alguém estranho à procura de um crédito salvador.

Num impulso incontido, você olha para as suas mãos. Dizem que as mãos denunciam a idade ou o quanto sua idade realizou em seu corpo. E se você se encontra contida nessa reflexão, se está preocupada com suas mãos, é hora de rever atitudes e idéias.

Experimente trazer a poesia da vida para seu coração!

Escreva algo singelo, envie para alguém que você gosta. Invente um jeito de trazer a poesia para seu corpo e alma.
Que tal trocar o perfume que usa, deliciar-se com um cheiro agradável de uma nova fragância...

Procure nos álbuns uma foto sua da infância ou adolescência. E observe-se. O que você ganhou com a vida? Encante-se. Perceba que hoje você está mais inteligente, sedutora... Dê esse crédito para si mesma. Você é a criatura mais importante em sua vida...

Lembre-se, a poesia que você consegue realizar na sua vida, pode ser o caminho para o rejuvenescimento. Não importa que você seja do lar ou uma expressiva profissional liberal. O cargo não importa, nem a idade inscrita no RG. O que realmente conta é o tempo que você dedicou por você.

Uma cliente, dia desses ficou me observando incrédula, quando eu disse a ela que era preciso urgente, que ela dedicasse um tempo para si mesma. Constrangida, mexeu no cabelo, escondeu as mãos e cruzou as pernas. Eram movimentos que ao invés de ocultar, denunciaram que essa mulher não tinha tempo para si e nem realizara poesia em sua vida e corpo.

Fazer poesia em sua vida elimina névoas e obscuridades, faz você observar melhor a vida.

Uma outra cliente estava com dificuldades no novo relacionamento. O seu homem não se motivava e nem se mostrava encantado com seu corpo.

Aí veio a sugestão salvadora...

Uma amiga disse: olha, faça recadinhos amorosos com o batom no espelho do banheiro. Ela ficou em dúvida, afinal, o seu homem era sisudo... Para surpresa dela, o homem se encantou e naquela noite foi de puro glamour e felicidade.

Cecília Meireles fala sobre a poesia na vida:

É preciso não esquecer nada:
nem a torneira aberta nem o fogo aceso,
nem o sorriso para os infelizes,
nem a oração de cada instante.
É preciso não esquecer de ver a nova borboleta,
nem o céu de sempre!


Pois bem, esse pode ser um bom caminho. Fazer poesia e descobrir em seu corpo outras marcas. Sinais de alegria e paz!

2 comentários:

  1. Oi amigo querido, maravilhoso texto.
    Sempre se superando. Que Deus esteja sempre em seu caminho e seja sempre essa luz divina que nos abeçoa.
    Te amo sempre.

    Bjos
    Claudia

    ResponderExcluir
  2. oi obrigado adoro linha cigana tenho eles como protetor da minha vida da minha coisa

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails