30 de dezembro de 2010

Proteção e Presença dos ORIXAS em 2011

ORIXAS - SEQUÊNCIA

Acender uma vela branca para cada um e oferecer:
- Exu - para abrir todos os caminhos;

- Ogum - quebrar todas as dificuldades;

- Oxossi - desenvolver transformações saudáveis;
- Xangô - para desburocratizar e trazer justiça;
- Iansã - ter energia de um guerreiro com força para vencer;
- Oxum - Conquista de bens materiais e instalar o amor;

- Obá - ajudar nas preocupações;

- Logum Edé - fortalecer a alegria de viver
;
- Iemanjá - lavar a alma e mostrar a prosperidade;
- Nanã - Para sermos sábios. Resolve questões de herança;
- Ibêji - colocar a doçura em nossos pensamentos;
- Obaluaê - Curar dores. Afasta espíritos desencarnados;
- Ossaim - para manter o equilíbrio;
- Oxumaré - proporcionar riqueza e fortuna;
- Ewá - firmar positividade nos relacionamentos;
- Oxalá - harmonia, equilíbrio com bênçãos.


SALVE A LUZ DAS DIVINDADES!
NESTE ANO MEU LAR ESTÁ PREENCHIDO SOMENTE DE FELICIDADE!

Fonte:http://www.somostodosum.com.br

ORAÇÃO DE INICIAÇÃO - No dia 1º do ano 2011

INICIAÇÃO

No dia 1º do ano, em qualquer hora que esteja tranqüila e serena, acender uma vela branca. Se solte, relaxe e olhe durante 3 minutos para a chama da vela e, em seguida, faça a seguinte prece de afirmação:

ORAÇÃO DE INICIAÇÃO
- Deus de infinita bondade
- Que eu seja banhada pela luz primordial
- Que eu esteja unida com a sabedoria Terra
- Que eu identifique meu espaço dentro do conceito cósmico
- Que eu tenha percepção das energias sutis
- Que eu seja um espelho da força do amor
- Que eu limpe as nuvens de minha visão
- Que eu saiba o que é preciso saber
- Que eu revele a verdade e o caminho mais sábio
- Que eu enxergue através da perspectiva superior
- Que eu aceite o ser humano sem julgamentos
- Que eu possa sempre manter a tolerância
- Que eu exerça o significado real do amor
- Que eu possa aceitar e usar minha própria força
- Que eu e meu Eu Superior atuem em conjunto
- Que eu mantenha sempre a calma interior
- Que eu respeite o livre arbítrio do outro
- Que eu tenha o equilíbrio entre as polaridades
- Que eu irradie luz através da própria força criadora
- Que assim seja e assim será! Sempre!

Fonte: http://www.somostodosum.com.br

13 de dezembro de 2010

Nas trilhas de Luz do Eterno



















Amigos e irmãos de senda espiritual, ergam o olhar e os pensamentos para o infinito.


Com o coração, que sabe ver o Eterno, vejam a Mão do Grande Ancião dos Dias sustentando miríades de orbes e sóis na imensidão sideral.

Olhem a Via Láctea, que é grande aos olhos dos homens, mas é apenas um ponto minúsculo diante do olhar cósmico d'Ele.

Imaginem a imensa trama sideral e os inumeráveis universos, todos vivendo no mesmo Sopro Vital do Eterno.

Pensem nas luzes dos incontáveis sóis, todos acesos e brilhando por causa da Luz d'Ele.

Agora, olhem para si mesmos e pensem no Incomensurável Poder que os trouxe à existência. Percebam o milagre que é existir.

Meditem: Aquele que acendeu todos os sóis, também acendeu todos os seus chacras.

Aquele que, com apenas um sopro, criou o infinito, também sopra em seus corações.

Ele é a respiração de tudo que respira! É o Sopro Vital do Eterno.

Luz das luzes, Amor do amor, O Grande Espírito sopra por onde quer...

Então, a vida se expressa, em todos os planos.

Sob o aceno d'Ele, tudo vive. Brilhamos na Luz d'Ele.

Ele, O Grande Arquiteto do Universo, que engendrou o grande mistério.

Ele, O Grande Ancião dos dias, que acende os sóis e sopra em nossos corações.

O Único. O Profundo. O Supremo. O Inefável. O Todo.

P.S.: Como o sábio estelar Hermes Trismegistro ensinava aos iniciados de outrora, "O Inefável é invisível aos olhos da carne, mas é visível à inteligência e ao coração".

- Nota: Esses escritos foram inspirados espiritualmente por um dos mentores extrafísicos que me orienta há muitos anos, e foram direcionados para os participantes do grupo de estudos e assistência espiritual do IPPB, durante uma reunião do mesmo.

Wagner Borges é pesquisador,
conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia
e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e conheça a área de áudio e vídeo.

8 de dezembro de 2010

08 DE DEZEMBRO - ORAIEIÊ Ô, DIA DE MAMÃE OXUM


Oxum é o Orixá responsável pela energia do amor, da fertilidade, da doçura, da beleza.

Em todas as culturas e povos, essa energia radiante esteve presente no culto aos Deuses e Divindades como Afrodite, Vênus, Ishtar, Maria, Oxum, todas essas variantes da mesma vibração de amor do Pai Maior por suas criaturas, envolvendo-os com o carinho e a doçura dos encantos das águas doces, das ondinas, dos seres da Natureza responsáveis pela constante renovação do Universo, através do incessante nascer dos seres, da energia vibrante da fecundação dos rios, matas, dos indivíduos.

Na Umbanda, essa energia provém do Orixá Oxum. É Oxum que responde nas cachoeiras, seu ponto vibratório na Natureza, de emanação da irradiação desse pólo divino. Na força das quedas-d'água, Oxum magnetiza os seres e criaturas, estimulando as uniões, a concepção e a fecundidade dos seres.

As oferendas para Oxum são semelhantes às oferecidos a Iemanjá, como água mineral, champanhe, vinho branco ou suco de pêssego, flores como lírios, palmas ou crisântemos, com fitas brancas e azuis, pó-de-arroz branco, pente branco pequeno, espelho branco, perfumes, devendo ser depositadas, preferencialmente nas matas, perto das cachoeiras ou rios.

"Ó que linda Minha Mãe Oxum, descendo da Cachoeira, toda coberta de flores, com seu manto de Amor, derramando suas bênçãos sobre a Criação Divina. Sua benção , minha Mãe Oxum, olha por todos os teus filhos, derrama sua luz irradiante sobre nós!"

Texto: Genuina Umbanda

7 de dezembro de 2010

Oração dos Sete Ciganos!

Sete Ciganos! Que eu possa olhar a estrada de terra batida, as pedras do caminho e sentir vossas presenças. Quando me sentir só que eu possa olhar para as árvores da estrada e sentir de leve aragem as vossas forças. Que na minha tristeza eu escute o som do violino cigano, através do canto dos pássaros, e que se torne impossível eu ficar impassível porque é a vossa música dizendo que estais junto de mim. Que eu possa ir às montanhas e campos e descubra a beleza da natureza e sinta o maravilhoso poder de Deus se fazendo presente. Que eu possa deixar o orgulho,a tristeza,as decepções e obstáculos na terra, pois nada mais existe perante toda essa festa de cores, toda essa luminosidade que vem do arco-íris e representa as irradiações dos sete ciganos. Que eu me sinta purificado neste ritual de cores e beleza. Feliz e vitoriosa com a presença dos Sete Ciganos na minha estrada. Que assim seja!

Homenagem a uma amiga especial ... uma cigana que conheci a pouco com seus encantos e feitiços. Que esta oração ilumine seus caminhos sempre! Saudades de você Eliziane Petterle!

5 de dezembro de 2010

A Vida precisava me mandar um maremoto?

"Golpes duros acontecem com muitas pessoas, para que possam mudar seus caminhos rapidamente. Não importa se a pessoa tem sucesso ou é importante, ninguém controla os mundos invisíveis, não podemos manipulá-los. A teia das experiências de vida é tecida precisamente por nossas atitudes internas, pensamentos, sentimentos e julgamentos. Tentar comprar iluminação é ridículo e impossível. Precisamos ter muita coragem para ver exatamente o que criamos com nossas atitudes. Qualquer tentativa de esconder a verdade ou deixá-la passar desapercebida tem que ser eliminada, para que a cura possa acontecer".
(Jamie Sams - do Livro Dançando o Sonho)


A realidade atual em que vivemos nos permite ver clara e abertamente o caminho traçado por nós, através das escolhas que fazemos e, também, o produto das nossas semeaduras. Por que, então, cheios de dúvidas vacilamos para seguir esse caminho com passos decididos, seguros e sem medo? O que nos impede de ter certeza?


A história da humanidade está repleta de episódios onde podemos encontrar pessoas com circunstâncias de vida boas e ruins, que realizaram grandes obras, sobressaíram-se do pensamento das massas e seguiram caminhos diferentes dos habituais.

Quais foram seus diferenciais? Ou o que contribuiu para que elas enfrentassem tudo e todos para realizarem seus intentos?
Poderíamos dizer que foi coragem, determinação, garra, ânimo, motivação, etc.

Eu diria que foi um pouco de tudo isso junto, mas, o mais importante: acreditaram em si mesmos, ousando ser diferentes e convenceram-se de sua própria perfeição - a perfeição divina sustentada por uma fé inabalável nas Leis Universais que nunca falham.

Para alcançarmos a realização de qualquer objetivo de vida precisamos enfrentar as mudanças e tudo que ela acarreta: 1º um desconforto, o desconhecido, o medo do novo, a incerteza, para depois, olharmos um novo horizonte a nossa frente, repleto de tudo aquilo que mais almejamos. Então o que dificulta tanto esse caminho?
Nossa mente racional... sim, é ela, a razão, que não consegue reconhecer uma mudança súbita.

Ficamos estagnados nos velhos, mas, conhecidos modos de vida, nas nossas zonas de conforto, e também naquilo que não queremos abrir mão, desapegar, e não nos permitimos seguir rumos desconhecidos.


A Vontade Divina sempre aponta qual é nosso Plano interior através da intuição, porém, fazemos um enorme esforço para reconhecermos nossa própria vontade e opiniões, atrás de todos os acontecimentos que o Plano Divino coloca em forma de "sinais do universo" para que aprendamos a decifrá-los.

Como demoramos muito para entender esse mecanismo, passamos por provas muito duras, não por castigo, mas, porque existe muita coisa que aprendemos só através do sofrimento, com severidade. Estar sempre "tudo bem" não nos faz progredir e, de vez em quando, coisas mais duras, aparecem como obstáculos para que aprendamos a superá-los.


Os Seres de Luz que acompanham nossos passos aqui preparam ensinamentos , fazendo com que coisas desconhecidas aconteçam para testar nossa fé e confiança em nós mesmos e Neles. Nos admiramos, às vezes revoltados, angustiados, porém, depois, com consciência, damos graças - pois esta é a Vontade Divina!

E, ela significa submissão, não passiva, mas, resignadamente ativa, que nos aponta sempre a perfeição em tudo, assumimos um poder pessoal e conquistamos a vida, a verdadeira, a do espírito, que pode sim, ser plena ainda nessa dimensão.
Ficamos contagiados e admirados por uma forte Força que, até então, estava latente, e percebemos, extasiados, um novo alvorecer, cheio de acontecimentos e pessoas novas.

Os acontecimentos do Mundo físico e as pessoas com quem convivemos, ainda exercem forte influência em nossos pensamentos e sentimentos e quando não cooperamos para reduzir isso, deixando que o externo conduza nossa vontade, sofremos com conseqüências que impedem nosso desenvolvimento e acabamos repetindo os mesmos erros.
Sair da razão e respeitar os sentimentos ajudam a conservá-los limpos e livres.

Como voar às alturas, se nos deixamos ser puxados para baixo, constantemente, por coisas exteriores?
Isso não significa "fechar os olhos para os outros ou aos acontecimentos diários", mas eles não devem penetrar e alterar o nosso interior e a nossa vontade. Temos muitas possibilidades de sair dos sofrimentos se, animados com o conhecimento da nossa Perfeição Divina, nos modificarmos, colocando-nos acima de todas as fortes insuficiências do ser externo, deixando as As Forças divinas atuarem por nós, reconhecendo-as e nelas acreditando. O discernimento é uma qualidade da mente indispensável e usá-lo é um importante critério para sair das ilusões e entender o que é bom e correto para nós, ouvindo o coração e não as opiniões alheias.

Os obstáculos serão necessários enquanto não aprendermos a entregar nossos problemas ao divino e pararmos de tentar solucioná-los com nossa própria vontade. Esse é o grande segredo dos bem sucedidos em tudo que faz parte da vida: relacionamentos, profissão, prosperidade financeira, família, e, tudo que almejamos. Assim também, ajudaremos a face da Terra se modificar.

Vera Godoy
Texto revisado por El Morya Luz da Consciência - nucleo.elmorya@terra.com.br O Núcleo EL MORYA oferece Cursos, Vivências e Terapias. ATENDIMENTOS INDIVIDUAIS. Cadastramento com só autorização. E-mails: contato@veragodoy.com ou nucleo.elmorya@terra.com.br Fone:11-2366-1104 Visite o site: www.veragodoy.com Lido 2106 vezes, 69 votos positivos e 1 votos negativos. E-mail: nucleo.elmorya@terra.com.br

30 de novembro de 2010

Oração para a Abundância - Parte I


Que a luz dos 7 Mestres Ascencionados permita TODOS os seus sonhos realizados!


video

Você quer ser mais feliz? Pratique EFT!

E quem não quer ser feliz? Parece óbvio que esta seria a sua resposta. Todo mundo quer ser feliz. Porém, a noção de felicidade difere muito em cada pessoa. E, por essa razão, antes de preparar 'o caminho para a felicidade' precisamos identificar o que seria 'felicidade' para cada um de nós.
Ao receber os questionamentos dos consulentes em meu consultório, percebo que cada um tem uma noção diferente de felicidade. Alguns nem sabem direito definir esta palavra! Contrariamente às noções que aprendemos em nossa sociedade, a felicidade não está na roupa nova, no carro novo e nem na tão sonhada viagem de férias! É verdade que todas essas coisas materiais nos dão prazer, e quando conquistadas com esforços, nos oferecem uma recompensa emocional que é muito próxima à felicidade. Mas, convenhamos, essas coisas materiais somente podem nos oferecer uma felicidade momentânea e fugaz. Certamente, se fizermos essa confusão é que estamos misturando a noção de felicidade com a noção de prazer. E por essa razão, assim que a novidade acaba, acaba também nosso prazer e com ele lá se vai a felicidade. A meu ver, a felicidade é um estado de espírito de tranqüilidade, harmonia e paz interior.

Na verdade, precisamos mudar nossa noção de felicidade e compreender como a coisa mais importante de nossa vida reside em alcançar aquela sensação de tranqüilidade, harmonia e paz interior que os Mestres alcançam. A verdadeira felicidade reside nessas três conquistas. A tranqüilidade de espírito pode ser alcançada através de uma atitude ponderada e equilibrada face aos percalços da vida. O nosso espírito não pode ser contaminado pelos altos e baixos emocionais! Perturbados com imagens, notícias e fatos violentos veiculados pela mídia, deixamos que nossa reação emocional contamine nosso estado mental até perdermos a paz e nos enchermos de medo! A harmonia pode ser conseguida controlando as nossas reações emocionais, separando o Ego do Eu e, principalmente, evitando as reações negativas em atos ou palavras, mesmo quando nos sentimos magoados ou intimamente agredidos. Lembrem-se que o Eu não se ofende e não se magoa, quem se ofende é o Ego! A Paz Interior seria, portanto, uma conseqüência da conquista das duas primeiras qualidades e, então, a terceira, a Paz Interior, será o estado de verdadeira felicidade! A Paz Interior afasta os medos de nossa mente, aquieta as nossas reações emocionais e coloca em seu lugar uma sensação de confiança, estabelecendo uma conexão direta com o Ente Superior que nos guia pelo caminho da vida rumo à nossa meta pessoal.

Essa plenitude, essa felicidade interior, porém, é fruto de um trabalho árduo de autoconhecimento. E de aceitação também. Aceitação, porque se não aprendermos a nos aceitar como somos, com nossos defeitos e com nossas qualidades nunca seremos felizes. Precisamos entrar em contato com o Eu Interior, com nosso Guia, com nossa Centelha Divina e deixar que ele guie nossas escolhas. No caminho dessa autodescoberta temos varias ferramentas muito úteis. A astrologia (mapa astral natal, previsões anuais e trânsitos planetários etc.) é uma delas, e também o é a Cabala que eu costumo associar na interpretação de mapas natais. O tarô e, principalmente, os Arcanos maiores, também oferecem uma ajuda preciosa no caminho e podem ser usados para as meditações da Cabala. Quem assistir à palestra da segunda-feira, dia 29, compreenderá melhor essa noção. O curso de janeiro servirá para aprofundar esse conhecimento.

Porém (existe sempre um porém!) de nada vai adiantar obtermos o autoconhecimento se esse for baseado somente em noções abstratas que muitas vezes mais confundem nossa mente do que ajudam! Na prática, mesmo aprendendo racionalmente muitas noções, temos dificuldades em colocá-las em prática. Isso se deve, principalmente, ao fato de que todos nós temos 'sabotadores' interiores. Os condicionamentos, rótulos, etiquetas, recebidos desde nossa infância e que nos fazem duvidar de nossa capacidade individual, acabam atrapalhando nossa vontade, solapando e até mesmo interrompendo a nossa busca. Temos medo do futuro, temos medo de não sermos amados, temos medo de ficarmos sozinhos... quantos medos limitam nossas ações e impedem nossa felicidade!

Essa semana, recomendo de maneira especial que os leitores aprendam a EFT* (Emotional Freedom Tecniques) Técnicas de Libertação Emocional! Há muitos meses venho insistindo sobre esse assunto porque desejo que mais e mais pessoas possam usufruir dessa técnica maravilhosa que tem esse intuito específico de nos ajudar a libertar as energias bloqueadas pelas emoções negativas instaladas em nossa mente. Essa técnica, que reúne noções da sabedoria chinesa da acupuntura, já é praticada no Brasil por alguns Pratictioners, e elimina as crenças negativas que bloqueiam nossas energias, afastando os medos, eliminando dores e doenças! Ela pode ajudar você a encontrar o bem-estar e a tão desejada Paz Interior.

No meu site pessoal, existem vários artigos sobre essa técnica maravilhosa e vocês podem também assistir a dois vídeos que já estão no YouTube. A EFT* pode ser facilmente aprendida num workshop.


Fonte: Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas
e dirige a Sirius Astrology.

7 de novembro de 2010

O Todo - Inspiração nas viagens espirituais!




Antes de mais nada, saudações a todos os estudantes das experiências fora do corpo. Este é um tema que merece muita atenção, lucidez e objetividade na abordagem. Trata-se de um estudo sobre uma das maiores aberturas que o espírito enredado na carne pode conseguir durante o seu estágio de aprendizado na Terra.
Por conseguinte, pode-se dizer que tal abertura propicia inúmeras possibilidades e cada estudante buscará aquilo que for de encontro às suas próprias características e tendências.
Por isso, os antigos mestres e hierofantes espirituais sempre aconselhavam seus pupilos e aprendizes a buscarem objetivos elevados e aspirações sublimes. Dentro da disciplina aplicada no contexto iniciático de seus estudos, esses professores da consciência ensinavam a seus pupilos a arte dos grandes vôos espirituais. Primavam pelos valores éticos e universalistas na abordagem das viagens espirituais para fora da matéria densa.
Além da postura responsável, eles também falavam de uma alegria e de um amor que surgem como estados de consciência dentro do coração, que serve sob os desígnios do Grande Anônimo. Falavam de uma luz que brilha mais do que bilhões de sóis juntos, pura essência divina animando cada ser, sutilmente na casa do coração, sede do espírito.
E quando eles falavam do "Todo que está em tudo", os seus olhos brilhavam tanto... Então, os seus pupilos notavam que os seus professores também eram pupilos de consciências mais vastas, sediadas algures, na imensidão interdimensional da vida.
E, acima de tudo, O Todo, O Supremo Hierofante de todos os seres.
Quantas vezes, naqueles momentos de inspiração profunda, os alunos perceberam que os seus mestres se colocavam, durante uma instrução, sob o efeito de uma luz suprema que vertia sobre eles trazendo as inspirações celestes e sublimes. Nesses momentos, as lágrimas desciam, sob efeito do amor, operando as sutis transformações no coração e na mente.
E ali, no cerne das iniciações espirituais - muitas delas, fora do corpo, em grupo - realizadas com os amparadores que davam assistência àqueles trabalhos, os alunos aprendiam a valorizar as aberturas de consciência e as possibilidades de descerrarem novos horizontes, sempre em nome da luz.
Essa mesma luz que brilha no coração.
Essa mesma luz que ama e sorri, e que inspira as viagens espirituais profundas, e que sempre afirma, dentro do próprio ser, a sua imortalidade perene. Sim, essa mesma luz que faz o estudante espiritual voar sorrindo e tranqüilo, consciente de suas possibilidades, contente consigo mesmo, agradecido pela abertura e sonhando com O Todo, seu verdadeiro Hierofante, a Causa de sua vida, o Amor de seu amor, a Luz de sua luz, o Sol Criador de todos os sóis...
O Todo, sua inspiração nas viagens espirituais.

P.S.: Enquanto o seu corpo físico dorme, você, em espírito, alça vôo para outros planos e realidades conscienciais. Ou seja, você dá uma volta em sua casa real, o plano extrafísico, seu lugar de origem antes desta vida atual. E aí, você encontra os seus afetos extrafísicos, amigos dessa e de outras jornadas, todos muito vivos, também em espírito. O resultado disso é uma profusão de abraços altamente energéticos, verdadeira festa da vida em outros planos de consciência. Essa é uma das riquezas das experiências fora do corpo: elas levam o espírito projetado para fora do corpo diretamente ao plano espiritual, sem intermediários, e lhe provam, cabalmente, a existência da consciência além da matéria. O resultado disso é óbvio: desaparece o medo da morte e seu terror, e fica no lugar uma grande alegria, por reconhecer-se como consciência imperecível e participante da existência cósmica.
Agradeço aos amparadores extrafísicos do grupo dos Iniciados pela inspiração e apoio nesses escritos projetivos.


Wagner Borges


30 de outubro de 2010

Meditação Shekinah!




Esta meditação faz parte da mensagem: MUDANÇAS NA TERRA E
RECEBENDO A LUZ DE SHEKINAH
AS ENERGIAS DA NOVA TERRA PARA AGOSTO E SETEMBRO DE 2010
Por Celia Fenn
Tradução: Regina Drumond
Links para a mensagem completa:
http://anjodeluz.net/arcanjo_miguel/c...
http://stelalecocq.blogspot.com

23 de outubro de 2010

Mantra mágico de Cura: Shree Ram Aum

video

Em espírito e verdade, de todo coração...

(A Grande Viagem Espiritual - Dentro ou Fora do Corpo)

Não te vás, caro amigo...
Antes, escutes a voz da sabedoria em ti mesmo. Porque todo lugar é em teu coração. E, em todos os sítios, os teus pensamentos sempre estarão contigo. Na verdade, tudo está em ti mesmo - e sempre esteve. E, ao final, tua grande viagem será sempre espiritual. Porque tu és um Espírito! E a Luz das estrelas está em teu coração. E nada - nem tu mesmo - pode alterar isso. Ao longo dos éons, tu mesmo serás tua própria companhia. Então, se melhorares tua consciência agora, terás boa companhia à frente... E poderás viajar para todos os lugares, mas sabendo que o melhor está em ti. Não te vás, sem antes reconheceres a Força do Espírito - em ti mesmo e em tudo. Porque, tentar viajar sem antes iluminar o coração, só distrai os sentidos... E ilude a mente com as coisas temporárias do mundo. Ah, põe teu Espírito em cada passo e teu Amor em cada canção. Porque o Supremo colocou a Luz das estrelas em teu coração. Não te vás, caro amigo... Não dessa forma, só com o corpo. Põe teu Espírito na viagem e, assim, todo lugar te parecerá lindo. E, dentro ou fora do corpo*, tua viagem será sempre espiritual. Não, não te vás... Até que o teu coração esteja pronto. Porque, sem a Luz do Espírito te guiando, tua viagem será só miragem. E, mesmo que tu vás aos quatro cantos do mundo, o vazio interior te acompanhará... Ah, meu amigo, a grande viagem é em ti mesmo. E só reconhecendo isso é que tu poderás viajar seguramente... Então, não apenas os lugares da Terra se abrirão para ti, mas os do Céu também. Ah, põe o teu Espírito na senda... E canta com todo teu coração. E que a tua companhia seja boa - para ti mesmo -, e também para os outros. E que tuas viagens sejam realmente lindas, sempre... P.S.: Aquilo que toca o coração é o real. Porque é a verdade do Espírito. É o Amor que se sente... E que transforma o viver em algo mais. É algo que não se explica. No entanto, brilha mais que milhões de sóis juntos. É a essência do SER. E, quem ama, sabe. E reconhece isso. Porque não tem medo de se entregar à Luz. E, por isso, voa sem medo... Porque o Amor lhe dá asas. Ah, isso não se explica, só se sente... E quem ama, realmente viaja pelo céu do coração. E vê estrelas. E agradece... E não fala mais de ter, mas, de simplesmente, "SER". Ah, é só o Amor que nos leva...** (Dedicado ao Poder do Espírito em cada coração, que, nas asas da intuição, compreenderá a assistência espiritual - sutil, serena, e magnânima -, que viaja por meio dessas simples linhas, escritas por obra e graça de um Grande Amor, que não se explica, só se sente...) Paz e Luz. - Wagner Borges - viajando bem, dentro e fora do corpo, por aí... São Paulo, 13 de outubro de 2010. - Notas: * Projeção da consciência - é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico. Sinonímias: Viagem astral - Ocultismo. Projeção astral - Teosofia. Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz. Experiência fora do corpo - Parapsicologia. Viagem da alma - Eckancar. Viagem espiritual - Espiritualismo. Viagem fora do corpo - Diversos projetores extrafísicos e autores. Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) - Espiritismo. Arrebatamento espiritual - autores cristãos. **

Enquanto eu escrevia essas linhas, rolava aqui no som o CD. "Tenku", do tecladista new age japonês Kitaro. Aliás, a primeira faixa desse trabalho - que leva o mesmo nome do CD -, é linda demais.


Wagner Borges é pesquisador,
conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia
e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e conheça a área de áudio e vídeo.
Email:


10 de outubro de 2010

Elementais, anticorpos da Terra!

A vida planetária é regulada por uma série de fatores que, assim como uma máquina complexa, funciona perfeitamente graças à combinação das funções de engrenagens específicas, desenvolvendo seus papeis junto a um sistema todo integrado, com o objetivo de produzir um resultado final desejado. Na natureza não é diferente. A vida é regulada por uma inteligência superior que define a função de cada reino e de cada elemento natural, para que dessa forma, tudo se encaixe perfeitamente dando origem a esse complexo quebra-cabeças que mantém o equilíbrio da vida na Terra.
Não é novidade para ninguém que essa harmonia das forças da vida tem um inimigo natural: o homem alienado de suas responsabilidades. Sim, nossos atos corriqueiros e nosso estilo de vida são os maiores obsessores do ecossistema global.
Além das nossas atitudes antiecológicas no que concerne aos aspectos físicos (poluição, desmatamento, queimadas, alteração nas bacias hidrográficas, etc), oferecemos a mãe Terra toda forma de contaminação energética nociva pela emissão constante de ondas de pensamentos e sentimentos densos, com toda sorte de desequilíbrios.
Essas forças são somatizadas pela atmosfera planetária de forma a produzirem um ambiente profundamente afetado, que padece pela toxina originada pela ignorância humana. Além de todas as nossas falhas ecológicas, ainda infestamos o planeta com descargas periódicas de desequilíbrios mentais e emocionais que se condensam na aura do globo gerando efeitos assustadoramente nocivos.
Toda nossa raiva, medo, rancor, egoísmo, ansiedade, pessimismo gravitam na nossa atmosfera sutil e acabam voltando para nós mesmos, os reais geradores, e o resultado disso é que nos intoxicamos mais a cada dia, em um ciclo contínuo.
Mas a natureza tem seus mecanismos de defesa para ajudar a manter a sua imunidade, porque a Terra é um grande organismo vivo, assim como o corpo humano, que esse quando atacado por um vírus, imediatamente reage colocando seus anticorpos em ação, para evitar os desequilíbrios eminentes.
Fazendo uma analogia, assim como temos os anticorpos para nos auxiliar a manter a nossa saúde, o planeta Terra tem os elementais, que são forças da natureza responsáveis por manter o equilíbrio da vida e dos elementos como água, ar, terra e fogo.
Eles são espíritos advindos de forças da natureza, entretanto, não possuem a mesma estrutura energética e consciencial tal como a de um ser humano. Por estarem ligados a uma consciência coletiva (não individualizada) têm orientação própria baseada nos movimentos da vida, como uma bússola interior. Assim agem por instinto, como que por uma dança coordenada pela vontade do Grande Espírito Criador.
São forças concentradas em seus objetivos, que mantêm-se completamente integradas às matrizes que as criaram, ou seja, que o elemental da água, dificilmente conseguirá se manter em equilíbrio longe da água e, assim, acontece com todos os outros.
A força que dá vida aos elementos da natureza é o espírito do próprio elemento, que chamamos aqui de Elemental.
Sempre que a atmosfera psíquica da Terra sofrer com a grande concentração de fluídos tóxicos emitidos pelos seres humanos em desequilíbrio emocional, os elementais atuarão sistematicamente para reestabelecer o equilíbrio necessário, envolvendo-se nessa tarefa como anticorpos, melhor dizendo, como verdadeiros mensageiros de Deus para o equilíbrio da vida.
E como agem os elementais? Utilizam suas forças para devolverem equilíbrio ao fluxo vital da nossa Mãe Terra. Para facilitar o entendimento, abaixo citaremos os mais conhecidos grupos de espíritos elementais e suas principais funções quanto a manutenção da qualidade da vida na Terra. São eles:
Elementais da Água
São envolvidos na tarefa de limpar as saturações atmosféricas das emoções tipicamente humanas como raiva, mágoa, materialismo excessivo, futilidade, orgulho, vaidade. Estão presentes nas chuvas torrenciais, que promovem enchentes, inundações, maremotos, tsunamis ou até mesmo vazamentos hidráulicos de pequenas ou grandes proporções.
Elementais do Fogo
São envolvidos na tarefa de limpar as saturações atmosféricas condensadas já em níveis materiais. Sempre que os fluídos densos psíquicos afetam os aspectos densos da natureza, e não apenas sutil, os grupos de elementais do fogo agem purificando as forças e devolvendo o reequilíbrio ambiental. Manifestam-se em incêndios urbanos, de casas, empresas, edifícios, muito impregnados por energias densas fortemente estruturadas no plano material. Combinados com outros grupos de elementais, também se manifestam através das descargas elétricas produzidas nas tempestades, que tem função benéfica para purificação de pensamentos coletivos, transmutando as idéias nefastas, a maldade, a futilidade e o pessimismo
Elementais do Ar
São envolvidos na tarefa de liberar as saturações atmosféricas produzidos por bloqueios do movimento natural das forças vitais do ambiente. Quando um local, seja ele pequeno ou grande, pelo efeito das saturações dos fluídos densos, tiver seu fluxo bloqueado, os elementais do ar entrarão em ação, promovendo o desbloqueio energético e a movimentação vital necessária. Manifestam-se desde as mais suaves brisas, até os mais violentos tornados, ciclones e furacões. Quanto mais severa for a ação, maior saturação de fluídos densos.
Elementais da Terra
São envolvidos na tarefa de drenar as saturações atmosféricas. Absorvem de maneira lenta e contínua os fluídos densos psíquicos levando para o seio da Mãe Terra, as toxinas que gradativamente são transmutadas ao longo do tempo. Desenvolvem efeitos mais lentos, contínuos e mais "discretos", pois oferecem o benefício similar ao de uma toalha de banho ao enxugar o corpo após o banho. Deslizamentos de Terra costumam acontecer quando o grupo de elementais está saturado a ponto de não dar conta de toda a demanda de trabalho necessário para aquele ambiente.
Sozinhos, não se manifestam de forma agressiva ou dinâmica (pelo movimento), uma vez que são amparados pela força da gravidade que sempre leva a esse grupo de elementais, a sedimentação dos fluidos densos, para serem absorvidos e transmutados. Entretanto, comumente agem combinados com os grupos de elementais da água, para que nesse caso possam movimentar-se mediante a ajuda do meio aquoso, o que acontece em enchentes, cheias de rios, em que além da movimentação das águas, existe a presença forte de terra dissolvida a formar a lama, para que em ação conjunta esses dois grupos possam desempenhar funções combinadas. Também combinam-se com o grupo dos elementais do ar, produzindo movimentações intensas pela via atmosférica.
Conheça o novo Livro de Bruno J. Gimenes: Mulher, a essência que o mundo precisa
Siga Bruno J. Gimenes no Twitter
Conheça o Luz da Serra
por Bruno J. Gimenes - sintonia@luzdaserra.com.br

5 de outubro de 2010

Espiritualidade: a intimidade com o Ser Maior Criador Deus

Todos nós mantemos algum tipo de relacionamento com nosso Ser Maior Criador Deus, seja consciente, inconsciente, positivo, negativo, ou simplesmente com neutralidade.

No entanto, o relacionamento que irá preencher nossos corações será aquele que for amoroso, confiante e íntimo.

A intimidade com o Onipresente é sempre calorosa, familiar e agradável.

Sermos agradáveis com o TODO não significa sermos superficiais.

De fato, ao nos relacionarmos com nosso Ser Maior Criador Deus em intimidade de espírito é muito menos superficial, do que pessoas que muitas vezes assumem relação formal e distante.

Vamos lá refletir sobre o tema?

A intimidade próxima com Deus por si só é!

Deus não está ouvindo nossas orações ao longe. Ele sabe o que está em nossos pensamentos e sentimentos, compreende nossos corações profundamente, a partir do nosso Ser Interior Alma.

Viver o relacionamento correto com Deus é termos consciência de que o vínculo é através de nossos corações.

Reflexão, oração, meditação no silêncio de nós mesmos são formas verdadeiras da conversa íntima com Deus, em uma troca honesta e amorosa em que nos aproximamos com coração aberto, conversando com Ele, e ouvindo-O.

Como em qualquer relacionamento, sabemos como é importante, o nosso jeito de ser e sinceridade, ambos trazendo qualidade da comunicação.

Disse Mestre Jesus: "Meu Pai, que os recomendou a mim, é maior do que todos; e ninguém poderá arrebatá-los da mão do meu Pai. Ao vislumbrar as obras múltiplas e ao contemplar a imensidão assombrosa da criação quase ilimitada de Deus, podeis vacilar quanto ao vosso conceito da Sua primazia; contudo, não deveis vacilar em aceitá-Lo como sendo firme e eternamente entronizado no centro de seus corações e de todas as coisas, e como o Pai beneficente de todos os seres inteligentes. Não há senão um único Deus e Pai de todos, em tudo e acima de tudo, e que é anterior a todas as coisas e em Quem consistem todas as coisas". (Livro de Urantia 51.3)

Alguns princípios básicos auxiliam para mantermos um bom, íntimo e forte relacionamento com Deus.

Primeiro aceitar a presença de Deus. Deus está aqui, mas o problema é que quando estamos inconscientes não sentimos muito o benefício da presença de Deus.

Queremos e precisamos de uma experiência estreita na relação pessoal com Deus.

Para isso, a primeira coisa que precisamos, repetindo, é aceitar que Deus está conosco no Aqui Agora e sempre.

Quando oramos com a presunção de que Deus não está conosco, estamos apresentando uma situação difícil a Ele: Como poderemos ter uma conversa com Deus achando que não está aqui? Como Deus pode falar conosco nessas condições?

Por exemplo: Entenderemos melhor o dilema de Deus, caso imaginemos a situação de uma pessoa sentindo nunca ter tido alguém a quem se confidenciar: "Eu não tenho ninguém para conversar. Ninguém me ouve".

Estando diante da pessoa sentimos: "Ei, eu estou aqui te ouvindo agora! Você não me vê aqui?"

Essa pessoa torna difícil poder ajudá-la e confortá-la, porque não está nos vendo ou ouvindo.

De idêntica forma, não aceitando a presença de Deus, será impossível receber amor, bênçãos e orientações de Deus como Resposta da Vida. Faz sentido?

Além disso, quando oramos com a crença de que Deus está ausente ou distante, reforçamos o nosso sentimento de distância com Ele.

Vejamos como: Ao nos concentrarmos na tentativa de chegar a Deus, como se já não estivesse conosco, aumentamos nossa convicção de que Ele não está conosco.

Então, sentindo a distância, criada nesta situação, tentamos mais, orando em voz mais alta para chegar a Deus, mas que só faz parecer ainda maior a distância.

O círculo vicioso então se estabelece: nos tornamos mais e mais convencidos de que Deus está longe, e ao mesmo tempo, Ele torna-se cada vez menos capaz de chegar até nós, porque estamos fechados para a realidade de que Ele está conosco no Aqui Agora.

Para podermos nos sentir perto de Deus, devemos parar de pensar que Deus está distante de nós!

A verdade é que como Seres Divinos, Deus está sempre no nosso coração. Correto?

O Deus que está longe não é verdadeiro. Não precisamos gritar para chamar atenção: Deus verdadeiro não é surdo nem propenso a ignorar nossas chamadas. Ele está sempre ao nosso lado, dentro de nós, e de todos ao nosso redor.

Deus ouve e responde a cada sussurro de nosso coração!

Então, falemos para Deus não como se Ele estivesse longe, mas como seus amados.

Esta é a base para a oração, significativa e funcional.

Como segundo princípio básico devemos trazer nossas qualidades e virtudes à presença de Deus.

A oração é um dom de Deus para nós e não apenas um pedido!

Quando trazemos atitudes amorosas e intenções para Deus em oração, Ele fica feliz.

Este é o nosso presente para o Divino.

Além disso, 'trazer nossas qualidades e virtudes' refere-se a estarmos presentes com Deus.

Não só é importante aceitar a presença de Deus em oração, mas também, estarmos presentes conosco mesmos em coração e Alma. Nossa presença é um grande presente para Deus.

Quando telefonamos ou visitamos um amigo querido, percebemos que o estamos fazendo feliz . O mesmo é verdade com Deus.

Deus quer permanecer ao alcance de um toque nosso.

Deus nos ama, nos quer por perto, e fica feliz por ser lembrado por nós. Dói a Deus quando nos esquecemos Dele, ou tentamos seguir nossas vidas sem Ele. Está claro?

Deus fica muito feliz quando nos lembramos Dele e deseja amorosamente estar conosco.

Muitas vezes, pensamos que Deus não precisa de nós. Ele anseia por uma relação profunda conosco, necessita de nosso amor, da nossa atenção, da nossa lealdade.

Assim como em qualquer relação humana, a única maneira sincera de desenvolver uma profunda e comprometida intimidade com Deus é amando-O.

Então, quando formos a Deus em oração, reflexão ou meditação, façamos com plena consciência de quais pensamentos, sentimentos e ações estamos revelando, e qual importância damos para o relacionamento de intimidade entre nós e Deus, que é único para cada um de nós.

Que nossas orações sejam sinceras expressando uma comunicação de profunda intimidade e amor.

Tais orações são poderosas afirmações do amor, da verdade e da bondade da nossa relação de intimidade com nosso Ser Maior Criador Deus.


por Marcos Porto - portomfc@terra.com.br
Marcos Porto - Terapeuta Holístico, modalidade Psicoterapia Holística Transpessoal - CRT 44432, Diplomado em ITC - Integrated Therapeutic Counselling, Stonebridge, Inglaterra, trabalha auxiliando pessoas na busca da sua essência, editor do OTIMIZE SEU DIA!, autor do livro - Redescobrindo o Eu Verdadeiro, é palestrante, facilitador de Seminários.

27 de setembro de 2010

VIVAAAA HOJE É DIA DE SÃO COSME E SÃO DAMIÃO!

Oração a São Cosme e São Damião e Doum

Amados São Cosme e São Damião,
Em nome do Todo-Poderoso
Eu busco em vós a bênção e o amor.

Com a capacidade de renovar e regenerar, Com o poder de aniquilar qualquer efeito negativo
De causas decorrentes Do passado e presente, Imploro pela perfeita reparação
Do meu corpo e Dos meus filhos (...............................................) nome dos filhos E de minha família.

Agora e sempre, Desejando que a luz dos santos gêmeos Esteja em meu coração! Vitalize meu lar,
A cada dia, Trazendo-me paz, saúde e tranqüilidade.

Amados São Cosme e Damião,
Eu prometo que,
Alcançando a graça,
Não os esquecerei jamais!
Assim seja,
Salve São Cosme e Damião,
Amém!





[Ao alcançar a graça, fazer um bolo ou oferecer uma festa às crianças de rua, orfanatos ou creches.]

Humildade é Força!

Humildade é a virtude que nos torna abertos a aprender e mudar. Ela só é possível quando temos auto-respeito, que só pode vir com autoconhecimento. Conhecer-se é entender que somos parte de um todo, como um raio de uma roda. Não somos tudo, também não somos nada. É a humildade que cria este entendimento e nos mantêm em equilíbrio. Quando não somos apegados às nossas boas qualidades nem às nossas fraquezas, podemos lidar com ambas. Através de cultivo amoroso, nossas qualidades positivas crescem e servem outros. Através da atenção e honestidade, nossas fraquezas diminuem. Humildade é nossa maior proteção. Ela nos mantém alerta para todas as possibilidades, desde sermos enganados até a de criarmos os mais surpreendentes milagres. Humildade é o fruto do auto-respeito: uma pessoa humilde nunca teme perder. Para isso precisamos sempre ir para dentro de nós mesmos. Nada e ninguém podem nos tirar esse recurso. Humildade nasce da segurança interna, nos deixa prontos a comunicar, cooperar com novos pensamentos e idéias. É a prova da maestria de ter conquistado o "eu" e "meu" limitados que anulam o respeito e a amizade. Nós devemos ser tutores, não donos. A posse automaticamente cria o medo de perder. Ser um tutor nos dá entendimento que nada e ninguém é nosso. Paradoxalmente, ao renunciar tudo, recebemos tudo. O que precisarmos virá até nós, mais cedo ou mais tarde. Há o suficiente para todos. A atitude de ser um tutor significa que economizamos uma grande quantidade de energia mental e emocional, uma vez que tempo não é desperdiçado em cálculos egoístas ou manipulações espertas. Com a atitude de ser um tutor nos tornamos mestres. Um mestre trabalha com os princípios eternos do universo. Ele é humilde e auto-suficiente, mantém equilíbrio e harmonia. A maior humildade de todas é reconhecer e aceitar que existem leis além daquelas dos seres humanos e que não somos o padrão do universo. Os princípios eternos protegem e governam o bem-estar de todas as formas de vida. Quando nos alinhamos com as verdades eternas, encontramos a liberdade, nosso caminho. Alinhamento às leis divinas não nos limita ou anula. Ao contrário, as leis eternas são o meio que permitem a expressão completa do indivíduo. Não há transgressão, uma vez que respeito é sempre dado à individualidade dos outros. A harmonia é mantida. Com humildade reconhecemos o direito que todas as coisas têm de existir; existir em liberdade e existir em felicidade. Este direito inato é uma lei imortal. Subserviência nos relacionamentos ou aos objetos materiais é resultado do medo; medo de sermos nós mesmos; a falta de coragem de enfrentar, de mudar, de mover numa outra direção. Auto-respeito nos libera do medo e da dependência. Quando não pensamos profundamente o suficiente por nós mesmos, nos tornamos subservientes às opiniões sociais e às pessoas com as quais interagimos. Humildade traz introspecção, começamos a examinar as emoções que nos limitam. Abre a porta para o autoconhecimento.
À medida que crescemos em autoconhecimento, crescemos em auto-estima. Com essa estabilidade interior não há medo do que é diferente. Não há desejo de controlar pessoas ou situações. Sabemos que as coisas certas irão acontecer da forma correta, no tempo certo. Humildade é a outra face do auto-respeito. Quanto maior a humildade, maior o auto-respeito. Nada e ninguém são uma ameaça. Nós somos livres.

Texto revisado

por Brahma Kumaris - sao.paulo@br.bkwsu.org

A Brahma Kumaris é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, criada na Índia em 1936. Com 8000 escolas em 110 países, há 28 anos oferece cursos de meditação no Brasil. Através da compreensão e aplicação de valores espirituais, proporciona melhoria da qualidade de vida pessoal, familiar e social.

Lido 1920 vezes, 102 votos positivos e 1 votos negativos.
E-mail:sao.paulo@br.bkwsu.org
Visite o Site do autor

21 de setembro de 2010

Mentores Espirituais: Os mensageiros do amor!

Eles vêm do Alto, em nome do Eterno. São mensageiros do amor. Atuam invisivelmente nos bastidores astrais, por entre os homens e os espíritos. Aplicam passes venturosos, projetam intuições benéficas, soltam espíritos apegados, tocam secretamente os corações, e melhoram as energias de todos.

Fazem isso por sua própria bondade, sem nada esperar, apenas pelo amor que guia seus propósitos. Não doutrinam nem forçam a barra com ninguém, pois sabem que cada um tem seu tempo de despertar. Assim como o nascer do sol não faz barulho, eles operam silenciosamente. Eles vêm em nome do Eterno, pela Luz e pelo Bem. Estão presentes em todos os trabalhos espirituais sadios, seja onde for...

Não observam raça, credo, sexo ou idade, pois sabem que todos os homens têm a mesma origem celeste. Vêem as verdades mais secretas dos corações e compreendem os mistérios e os sentimentos de cada um.

Nada julgam, e fazem o bem, sem olhar a quem. No entanto, conhecem bem as Leis de Causa e Efeito. Sabem viajar pelas "entrelinhas cármicas"* e, por isso, operam de acordo com a Ética Cósmica. Onde for possível, e se as Leis Maiores permitirem, eles ajudarão aos homens.

É o amor que move seus propósitos. E, quando alguém melhora e os vê, eles riem, contentes e agradecidos ao Poder Maior que os guiou na jornada do Bem. Eles deslizam nas ondas do esclarecimento e da assistência espiritual...

Não são deuses e nem pedem devoção de ninguém. Pelo contrário, sempre dizem que são apenas emissários do Grande Amor Que Gera a Vida. Eles também oram, mas nada pedem para si mesmos, só agradecem ao Eterno, por tudo.

E os seus olhos brilham tanto! Talvez porque eles vejam a Luz do Todo em tudo. Ou porque um Grande Amor viaja com eles e inspira suas jornadas invisíveis, por entre os homens e os espíritos. E, quando alguém os vê, eles riem mesmo, igual criança, contentes pelo Eterno ter lhes dado a oportunidade do trabalho digno. Sim, eles riem, e os homens e os espíritos melhoram...

P.S.: Os amparadores espirituais** não são deuses, são apenas gente legal que mora nos planos extrafísicos sadios. Como o nascer do sol, eles irradiam a luz silenciosamente... E sempre operam em nome do Grande Amor Que Gera a Vida. (Esses escritos são dedicados aos mentores extrafísicos de todas as linhas espirituais sadias, que operam a favor do bem de todos os seres.) Paz e Luz. São Paulo, 30 de setembro de 2008.

* Cármicas - do sânscrito Karma: ação, causa - toda ação gera uma reação correspondente; toda causa tem o seu efeito correspondente. A esse mecanismo universal os hindus chamaram carma. Suas repercussões na vida dos seres e seus atos podem ser denominados de conseqüências cármicas. ** Amparador extrafísico - entidade extrafísica e positiva que ajuda o projetor nas suas experiências extracorpóreas; mentor extrafísico; mestre extrafísico; companheiro espiritual; protetor astral; auxiliar invisível; guardião astral; guia espiritual; benfeitor espiritual.

Wagner Borges é pesquisador,
conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia
e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e conheça a área de áudio e vídeo.

14 de setembro de 2010

Quando Morre o Orgulho e Surge a Compreensão Serena e Real


Há coisas que são decisivas na evolução. Há decisões e passos que definem jornadas de vida. E a maneira como lidamos com isso pode acrescentar algo, ou não. Discernimento aliado com sentimentos reais ilumina a consciência. Às vezes, até mesmo o choro limpo e verdadeiro é capaz disso. É sempre bom falar com a voz do coração em cada palavra. Para que elas tenham o selo da Luz!

Para que estejam em harmonia com a vida. Encontros, desencontros e reencontros fazem parte do crescimento humano. O importante é como reagimos e determinamos as causas que guiam nossos rumos. Toda causa gera seu efeito correspondente - na Terra ou no Invisível. Apego, birra, mágoa e teimosia fazem muito mal para o discernimento. Em contrapartida, mente aberta e coração generoso fazem muito bem. O perdão acrescenta mais luz ao Ser. É porta aberta para novas asceses evolutivas. A verdade, sem máscaras ou esquemas ilusórios, é o melhor remédio!


Levantar os véus do ego é o cerne das iniciações sérias. Um passo à frente na trilha muda muitas coisas... Sempre para melhor. Tergiversar no caminho é perigoso. É como negar a si mesmo a entrada em mais Luz. Há dias que são de iniciação, e que determinam repercussões... Algumas delas, sutis.

Nestes dias, que são especiais, o Ser é testado seriamente. São dias de consecução! Por onde o Ser escolher seguir, presenças extrafísicas compatíveis seguirão junto... Isso é lei da vida. A cada um segundo suas obras. Causas geram efeitos... Grandes desobsessões são realizadas silenciosamente em dias assim. Tudo depende do que o Ser apresenta diante das provas e como faz sua trilha.

Levantar o véu das ilusões não é difícil. Complicado é ver a verdade de frente. Pois, quando a Luz revela o olho espiritual, o Ser chora de coração aberto. Porém, se suas lágrimas forem luminosas, serão redentoras e iniciáticas. Todo iniciado já passou por isso e já chorou muito em silêncio. Sim, há dias de iniciação. São secretos. Determinam escolhas e companhias.


Quem compreende isto, abre o coração e se entrega ao Todo. Nestes momentos, só a prece dá forças ao Ser, para agüentar a força da Luz. E ninguém de fora poderá compreender tal condição. É dentro do Ser. Sim, o iniciado se segura nas Mãos do Ancião dos Dias, para vencer suas provas. Sabe que, sem Ele, tudo fica pobre e sem alma. Por isso, ora com respeito e amor. Toda transformação demanda tempo e esforço. Das trevas para a Luz. O processo é dentro do Ser, seu verdadeiro templo. É alquimia interior. Um passo à frente na trilha... Reencontro com a Luz e novas aberturas. Tergiversação na entrada do caminho... Choque nos muros de si mesmo e estagnação. A verdade é que cada um dá o que tem dentro de si mesmo. Quem quer mais luz, que busque a Luz! Quem ama realmente, sabe. O Todo* está em tudo!

P.S.: Como o sábio Thot** ensinava aos iniciados nas terras quentes do antigo Egito: "O Inefável é invisível aos olhos da carne, mas é visível à inteligência e ao coração." (Esses escritos são dedicados ao sábio mentor espiritual Ramatís). Paz e Luz. São Paulo, 09 de setembro de 2008.

* O TODO: expressão hermética para designar o Poder Absoluto que está em tudo. O Supremo, O Grande Arquiteto Do Universo, Deus, O amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele é Pai-Mãe de todos.

** Toth - dentro da Cosmogonia egípcia antiga era o escrivão dos deuses, o mensageiro celeste, o grande iniciado. Posteriormente, os gregos o chamaram de Hermes Trismegistro, o três vezes grande.


Wagner Borges é pesquisador,
conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia
e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e conheça a área de áudio e vídeo.
Email:

6 de setembro de 2010

Nos Braços do Pai!

Uma das mais belas canções que ja ouvi em minha vida!


31 de agosto de 2010

Relaxamento, Oração, Harmonia!

Governo Planetário

Muitas pessoas acreditam que são livres, independentes, que não estão atreladas à nada e a ninguém, e que são auto-suficientes para tomarem suas próprias decisões e, assim, conduzirem suas vidas. Ledo engano! Em verdade, o nosso livre-arbítrio é bastante reduzido, pois todos nós, habitantes do Planeta Terra, estamos subordinados ao governo planetário, pois tudo depende da permissão dele.
E o que é o governo planetário?

É uma junta imensa de espíritos que dirige o Planeta Terra. Portanto, é o governo planetário que dirige o nosso planeta em todos os sentidos: na economia, política, nas indústrias, avanços tecnológicos e científicos, até mesmo nas guerras, catástrofes da natureza, etc., quando sentem que são necessárias determinadas experiências para o homem progredir.


A reengenharia fantástica que é o fluxo reencarnatório da população mundial - quem reencarna e desencarna e em qual situação - é também determinada por esse governo. Enfim, tudo aqui na Terra precisa da permissão deles, até mesmo as trevas, o astral inferior, é controlado por eles, pois esse planeta está sob a influência da cadeia da dualidade, das polaridades - bem e mal, luz e trevas, ignorância e consciência, amor e ódio, etc.


Os opostos neste planeta são necessários para gerar o equilíbrio, a evolução planetária; sendo assim, como trabalhador da luz, a serviço da luz, estou subordinado também ao governo planetário. Por isso, na TER (Terapia Regressiva Evolutiva) - A Terapia do Mentor Espiritual - Abordagem psicológica e espiritual breve, canalizada por mim pelos Espíritos Superiores do Astral, nada acontece sem a permissão deles, da espiritualidade.


Desta forma, o maior ou menor sucesso nessa terapia, vai depender do merecimento de cada paciente, ou seja, de sua fé, humildade, abertura mental, esclarecimento a respeito da espiritualidade, enfim, da lei do retorno, do que cada um semeou - boas ou más sementes.

Há pacientes que, arrogantemente, querem obter resultados nesta terapia porque estão pagando, mas não sabem que, como terapeuta, sou na verdade um facilitador da abertura de comunicação entre o paciente e o seu mentor espiritual (ser desencarnado de elevada evolução espiritual, diretamente responsável pela nossa evolução espiritual).

Agora, como o mentor espiritual de cada paciente vai conduzir as sessões de regressão, o que ele vai ou não lhe mostrar a respeito da causa de seu (s) problema (s) e sua resolução, não compete a mim. A mim cabe, nesta terapia, criar todas as condições necessárias, preparar o paciente da melhor forma possível para que esteja minimamente aberto, receptivo para que seu mentor espiritual possa lhe mostrar o que precisa saber, bem como suas orientações na resolução de seus problemas. Mas, para entrar em contato com o seu mentor espiritual, o paciente precisa estar aberto, receptivo, maduro psicológico e espiritualmente para acessar verdade a seu respeito; sendo assim, a TRE, reafirmo, é sobretudo um ato de fé, humildade e merecimento. Por isso, escrevi em meu site www.osvaldoshimoda.com o artigo "Quando o discípulo está pronto, o mestre aparece", onde esclareço mais detalhadamente a relação do paciente com o seu mentor espiritual.


Caso Clínico:
Por que me sinto deprimido, angustiado e me vêm constantemente pensamentos suicidas?
Homem de 30 anos, solteiro.


O paciente veio ao meu consultório por estar se sentindo deprimido, angustiado e vinha constantemente tendo pensamentos suicidas (reagir a um assalto, provocar acidente de carro, etc.).

Tinha também medo de lidar com figuras de autoridade e pessoas autoritárias. Ficava trêmulo, sua voz saía também trêmula, boca seca, não conseguia respirar direito, ficava com medo diante de chefes autoritários. Sentia-se paralisado, não conseguia argumentar diante de seu superior.

Desde criança era tímido, inseguro, sempre teve medo de ser rejeitado ao se relacionar com as pessoas. Preocupava-se muito em ser aceito; por isso, não conseguia ficar à vontade, pois estava sempre querendo agradar às pessoas, tinha uma necessidade constante de aprovação alheia.


Por último, queria saber qual era o seu verdadeiro caminho profissional, pois não se sentia realizado profissionalmente.

Ao regredir, o paciente me relatou: "Logo que fechei os olhos no relaxamento, vi um par de olhos com raiva na escuridão, dentes afiados de um animal, um gorila (chamamos de zoantropia quando um ser obsessor plasma-se na figura de um animal para atemorizar o paciente)".

- Pergunte a esse ser espiritual o que você lhe fez no passado - Pedi à paciente.

"Veio em pensamento a frase: 'Você tirou a minha vida me estrangulando, e éramos irmãos '(nessa terapia, o paciente se comunica com o ser espiritual das trevas ou da luz intuindo-o, em pensamento)".

- Pergunte-lhe por que você o estrangulou - Pedi novamente ao paciente. (pausa).

"Não obtive uma resposta".

- Pergunte ao seu irmão dessa vida passada, há quanto tempo ele o vem acompanhando...

"Diz que desde que nasci, que reencarnei na vida atual... Sinto frio no meu pé esquerdo (o frio é decorrente do paciente sentir o campo vibracional do ser obsessor, que é um habitante das trevas - região gélida, escura e fétida - e que estava presente no consultório ao seu lado esquerdo).
Ele diz que vivemos juntos no ano de 1879 (segundo o paciente, os algarismos apareceram no seu campo visual em chamas)".

- Você quer lhe dizer algo? Peço ao paciente.

"Gostaria de lhe dizer para ficar em paz, ser feliz, e que se fiz algo de errado para ele, peço perdão (nessa terapia, por conta do véu do esquecimento do passado que nos torna amnésicos, o paciente não recupera sua memória de vidas passadas), que ele possa me perdoar e evoluir espiritualmente. (pausa).
Eu o vejo em pé, de meu lado esquerdo, acenando a cabeça negativamente, mostrando sua desaprovação pelo que lhe falei".
No final da sessão, pedi ao paciente para fazer a oração do perdão, entregando-lhe a oração.
Na terceira e última sessão, após o relaxamento, ele me disse: "Vejo o rosto sereno de uma mulher...Diz que é a minha mentora espiritual. Fala para ajudar o meu irmão dessa vida passadae e esclarece que ele não é uma pessoa má. Pede para continuar fazendo a oração do perdão, que assim ele irá para a luz".

- Pergunte à sua mentora espiritual de onde vem sua angústia, depressão e pensamentos suicidas. Peço à paciente.
"Vêm de muito tempo atrás, de uma outra vida, onde era uma pessoa má; revela que nessa existência passada, eu maltratava muito às pessoas, e que também não era confiável, pois prometia, mas não cumpria e, com isso, fui perdendo a credibilidade".

- Pergunte-lhe novamente o que essa vida passada tem a ver com sua angústia, depressão e pensamentos suicidas...

"Ela só fala que como prejudiquei às pessoas, preciso ajudá-las doando o meu tempo. Ela me lembra que, na vida atual, eu quis fazer um trabalho voluntário, mas só ficou na vontade; por isso, preciso colocar em prática esse trabalho. Fala que ele vai me trazer satisfação, alegria e aprendizado em minha vida".

- Pergunte à sua mentora espiritual que tipo de trabalho voluntário você deve fazer.

"Diz que todos são válidos, mas o mais importante é começar de imediato, não ficar adiando. Todavia, revela que já pensei em trabalhar em instituições com crianças cancerosas, e que o fato de ter acompanhado o câncer da mãe de minha noiva - que veio a falecer -, me deu uma base da dor que uma criança sofre com essa doença. Mas fala que vai me ajudar, me conduzir a uma instituição certa para trabalhar como voluntário".

- Pergunte-lhe qual é o seu verdadeiro caminho profissional.

"Pede para montar um negócio próprio para flexibilizar os meus horários e, desta forma, vou ter mais condições para realizar esse trabalho voluntário".

- Qual o tipo de negócio?

"Diz que já venho pensando nos últimos tempos, que é no ramo alimentício".

- Pergunte-lhe por que essa dificuldade de lidar com pessoas autoritárias?

"Fala que não pode responder agora, mas que faz parte de meu aprendizado. Fala ainda que o meu aprendizado principal é doar e ser feliz. Diz que seu eu me doar para os outros, vou poder ser feliz".

- E o seu medo de ser rejeitado pelas pessoas, o que ela tem a lhe dizer?

"Fala que ao me relacionar nesse trabalho voluntário com as crianças, vou aprender com elas e não vou mais me sentir rejeitado. Pede novamente para continuar fazendo a oração do perdão para o meu irmão daquela vida passada porque, ao me obsediar, ele também está contribuindo para eu me sentir rejeitado. Mas fala para não me preocupar, e afirma novamente que se fizer esse trabalho vou ser muito feliz. Fala ainda que vou formar uma família com a minha noiva, e que a gente vai ter uma menina.

A minha mentora espiritual está agradecendo ao senhor pelo fato dela estar conversando comigo e me orientar. Diz que o seu nome é Letícia...está se despedindo, indo embora".


Osvaldo Shimoda é colaborador do Site, terapeuta, criador da Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), a Terapia do Mentor Espiritual - Abordagem psicológica e espiritual breve canalizada por ele através dos Espíritos Superiores do Astral. Ministra palestras e cursos de formação de terapeutas nessa abordagem. Ele atende em seu consultório em São Paulo. Fone: (11) 5078-9051 begin_of_the_skype_highlighting (11) 5078-9051 end_of_the_skype_highlighting, ou acesse seu Site.
Email: osvaldo.shimoda@uol.com.br

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails