3 de maio de 2009

ESCOLHENDO SAIR DO SOFRIMENTO

por El Morya Luz da Consciência - nucleo.elmorya@terra.com.br/nucleo.elmorya@gmail.com

"O desapego divino se manifesta quando o eu inferior se afasta do drama que ele mesmo criou e permite que o eu superior observe e comente esse drama com clareza e sem emoções; honestamente, sem hesitação, de modo completo e irrestrito. Você vai saber quando esse processo está funcionando para você, porque não haverá mais nenhuma negatividade, julgamentos, raiva, vergonha, culpa, medo, recriminação, nem sensação de ter sido enganado. Haverá somente uma afirmação simples acerca das coisas reais. E essa afirmação pode construir uma grande iluminação!"Neale Donald Walsh, no livro Conversando com Deus.

De cada evento de minha vida, dentro de meus relacionamentos, tenho procurado entender a lição contida. E a maior delas, talvez a mais difícil, é sempre a aceitação. Aceitar o outro como ele é. Enxergar e saber separar dentro dos fatos, o que é real e o que é imaginação, ou seja, o fato em si, o que é realidade e o que pode ser reflexo do que já vivi nesta vida, ou mesmo em outras etapas reencarnatórias.

Muitas vezes ficamos parados em uma circunstância dramática que estamos vivendo, esquecendo de olhar para os outros aspectos positivos. Aquilo que nos tira a paz de espírito é sempre culpa de algo ou alguém, menos nossa. Não fomos treinados para olhar o fato e encarar o aprendizado por trás dele, e ver o que é tão óbvio: se está acontecendo comigo... sou eu que tenho que aprender alguma coisa. Negamos e ficamos na dor. Isso nos limita gerando uma enorme dor emocional. Iludimo-nos e tornamos nossa visão ainda mais estreita. Um exemplo muito comum disso é julgar uma pessoa que possui inúmeras qualidades e atitudes positivas, apenas por uma que achamos inadequada. Muitas vezes é alguém com um enorme currículo positivo, mas que será lembrado somente por algo de errado (aos nossos olhos) que cometeu.

A negação da nossa responsabilidade destrói a realidade positiva e quando escolhemos ficar nela, acreditamos que aquilo que estamos sentindo, vendo ou pensando é a verdade. Percebemos apenas aquilo que queremos ver ou acreditar e ficamos na posição de vítimas, mas nunca na de algozes. É muito mais confortável, não resta dúvida, porém, menos construtivo!

Olhar a vida através de lente imaginária nos apresenta uma realidade distorcida, aquela que não aceita a responsabilidade, os fatos e pessoas como realmente são, e ficamos perturbados. Se realmente praticarmos a fé que dizemos ter, alcançaremos um entendimento misericordioso, aquele que sabe que tudo acontece exatamente como deve acontecer. Colocamos nossa fé acima de qualquer obstáculo, aceitamos a vida e aproveitamos o aprendizado . Nada pode nos trazer mais paz e serenidade que essa atitude positiva. Qualquer outra será sempre a de tentar manipular e controlar a própria criação divina.

Aceitar é reconhecer a realidade e sair da ilusão autocriada.

"Entrega-te ao Caminho Interno sem racionalizar. Procura sentir as energias e entender com o coração os "sinais" que tua alma envia".

Mestre El Morya, do livro Mensagens dos Mestres.
Fonte: http://www.somostodosum.com.br





2 comentários:

  1. Mas que maravilha de texto!Quanta sabedoria nestas palavras!Parabéns,amigo por tuas escolhas!
    Adorei!Admiro mto teu blog: é nota DEZ!!!

    ResponderExcluir
  2. oi querido amigo... parece que agora estou cada vez mais pertinho de vc... adorei este texto... precisamos sempre entender que nosso mundo está no nosso interior. só depende de nós mesmos.
    Amo muito vc.
    Uma ótima semana
    Sua irmã do coração

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails